Pular para o conteúdo principal

Significado de Ontológico

O que significa Ontológico


Ontológico é um adjetivo que define tudo que diz respeito à ontologia, ou seja, que investiga a natureza da realidade e da existência.

Diz-se que algo é ontológico quando, do ponto de vista filosófico, aborda questões relacionadas ao ser. Assim, o adjetivo pode se referir a afirmações, perguntas, características, etc.

Exemplos:

“Saber a natureza e o lugar da consciência no mundo físico constitui uma pergunta ontológica fundamental…”

“É necessário avaliar o caráter ontológico do trabalho para entender a relação entre trabalho e educação.”

O termo está relacionado à ontologia, do grego ontos, que significa “ser” e logos, que significa “estudo”. A palavra designa o campo da metafísica que estuda a natureza da existência e da própria realidade, mas também é utilizada na filosofia jurídica e na informática.

Para entender melhor, leia mais sobre ontologia.

Ontológico, Deontológico e Epistemológico

Os termos ontológico, deontológico e epistemológico, por estarem relacionados a ramos da filosofia, são frequentemente encontrados no mesmo contexto. Portanto, tenha em mente que:

  • ontológico: relativo à ontologia, ramo da filosofia que estuda o ser.
  • deontológico: relativo à deontologia, ramo da filosofia que estuda a moralidade das ações com base em regras impostas.
  • epistemológico: relativo à epistemologia, ramo da filosofia que estuda a relação entre crença e conhecimento.

Argumento ontológico

O “argumento ontológico” ou “prova ontológica” é o argumento que utiliza a ontologia para defender a existência de Deus. O primeiro e mais famoso argumento ontológico é atribuído ao teólogo Anselmo de Cantuária, que refletiu que, se a ideia de um Deus perfeito está presente mesmo na mente das pessoas que não acreditam na sua existência, então Deus deve existir também na realidade.

O argumento ontológico é um raciocínio a priori, ou seja, que não foi verificado com base na experiência.

Filósofos ontológicos

O nascimento da ontologia aconteceu na Grécia Antiga (mesmo que ainda não fosse chamada dessa forma) e se confunde, em parte, com o nascimento da própria filosofia. Muitos estudiosos entendem que as reflexões ontológicas tenham se iniciado com Parmênides em seu poema “Sobre a natureza e sua permanência”, no qual ele aborda a natureza do ser e da realidade.

Depois de Parmênides, inúmeros filósofos também se ocuparam com o assunto. Entre os principais estão:

São Tomás de Aquino

Conjugou a filosofia aristotélica com os ideais do cristianismo dando origem ao chamado “Tomismo”. Entre suas principais reflexões ontológicas, Aquino entendia a essência do ser como algo que é permitido por um Deus puro e completo, sendo este o fundamento de todas as coisas.

Descartes

Considerado o primeiro filósofo moderno, Descartes concluiu que a própria dúvida acerca da sua existência era suficiente para comprová-la, resultando na célebre frase “Penso, logo existo.”

Spinoza

Spinoza entendia que Deus e a Natureza são, na verdade, uma só entidade composta por infinitos atributos e que o pensamento e a matéria são os únicos elementos nesse conjunto que são perceptíveis por nós.

Kant

Para Kant, é impossível acessar Deus e a própria realidade tal como ela é, tendo em vista que a razão humana emprega princípios baseados na experiência. Assim, Kant entendia que todos os fenômenos são regulados pela forma em que a mente os interpreta.

Hegel

A ontologia de Hegel buscou resgatar a ideia de Deus como fundamento da existência, e entendia que tanto a religião e a filosofia buscam atingir a verdade absoluta.

Muitos outros

Considerando que o objeto da ontologia se confunde, muitas vezes, com o objeto da filosofia, muitos outros filósofos, em algum momento, fizeram observações relacionadas à natureza da existência e da realidade, tais como Friedrich Nietzsche, John Locke, Arthur Schopenhauer, Martin Heidegger, etc.

Veja também:

Fonte: Significados

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado de Salamaleico

O que significa Salamaleico
Salamaleico é uma expressão árabe utilizada pelos muçulmanos como uma saudação, e significa: “que a paz esteja sobre vós”.Originalmente, a grafia correta desta expressão é Salaam Aleikum ou As-Salamu Alaikum, sendo que “salamaleico” seria a versão aportuguesada desta saudação árabe.Quando alguém diz “salamaleico” para determinada pessoa, a resposta esperada deve ser: Alaikum As-Salaam ou Aleikum Essalam, que significa 'esteja a paz de Deus sobre vós também”.Ver também: o significado da expressão Namastê.A partir deste termo, surgiu a palavra salamaleque na língua portuguesa, que possui o significado literal de “a paz esteja contigo”, mas também utilizada para se referir a um cumprimento demasiado polido e sem naturalidade.Esta saudação é comum principalmente entre os muçulmanos que seguem a doutrina religiosa do islamismo.Saiba mais sobre o significado do Islamismo.Fonte: Significados

Significado de Mãos Atadas

Significado de Mãos Atadas
Mãos atadas é uma expressão popular usada para indicar que uma pessoa está sendo impedida de agir, de tomar alguma iniciativa, de tomar alguma medida para resolver ou solucionar algum problema.'Estar com as mãos atadas' é estar impossibilitada, por diversos motivos, de buscar uma solução para se livrar de algo que está lhe importunando, desgostando, perturbando e lhe causando algum incômodo.A expressão 'de mãos e pés atados' é  usada para dar maior ênfase ao seu significado, é para dizer que existe um impedimento bastante significativo para a solução de algum problema.A expressão 'mãos atadas' é também usada para dizer que um indivíduo é sovina, é avarento, que é uma pessoa que não gosta de gastar dinheiro, que economiza tudo que pode, e geralmente o que têm não gasta com bobagens.'Mão atadas' é o nome da música da cantora Zélia Duncan, lançada em 2005, no álbum  Pré, Pós tudo, Bossa Band.'De Mão Atadas' é o título do r…

Significado de Avohai

O que significa Avohai
Avohai é um neologismo criado pelo cantor e compositor brasileiro Zé Ramalho, e consiste na aglutinação das palavras “avô” e “pai”.De acordo com a história divulgada na biografia do artista – “Zé Ramalho: o poeta dos abismos” – esta palavra teria surgido durante uma experiência com drogas alucinógenas.O avô de Zé Ramalho teria desempenhado um importante papel paterno para o cantor, que perdeu o pai biológico enquanto ainda era criança.Na interpretação de Zé Ramalho, o “avôhai” é a sabedoria que consegue passar por gerações, seja de avô para pai, pai para filho, ou mesmo avô para filho.Letra da música Avôhai“Um velho cruza a soleira / De botas longas, de barbas longas / De ouro o brilho do seu colar / Na laje fria onde coarava / Sua camisa e seu alforje / De caçador / Oh meu velho e invisível / Avôhai / Oh meu velho e indivisível / Avôhai / Neblina turva e brilhante / Em meu cérebro, coágulos de sol / Amanita matutina / E que transparente cortina / Ao meu redor / …