Pular para o conteúdo principal

Significado de Pós-verdade

O que significa Pós-verdade


Pós-verdade é o fenômeno através do qual a opinião pública reage mais a apelos emocionais do que a fatos objetivos.

Segundo este conceito, a verdade dos fatos é colocada em segundo plano quando uma informação recorre às crenças e emoções das massas, resultando em opiniões públicas manipuláveis.

O termo 'pós-verdade' foi eleito a Palavra do Ano em 2016 pelo dicionário Oxford, no qual foi definida como 'a ideia de que um fato concreto tem menos significância ou influência do que apelos à emoção e a crenças pessoais”. De acordo com o dicionário, o prefixo “pós” transmite a ideia de que a verdade ficou para trás.

O fundamento da pós-verdade foi retirado do conceito psicológico de viés cognitivo, que explica a tendência natural do ser humano de julgar fatos com base na sua própria percepção. Assim, quando essa tendência é explorada pelos meios de comunicação para fins midiáticos, econômicos ou políticos, nasce o fenômeno da pós-verdade, no qual as massas “preferem” acreditar em determinadas informações que podem não ter sido verificadas.

Nas palavras do historiador Leandro Karnal, a pós-verdade é uma “seleção afetiva de identidade”, através da qual os indivíduos se identificam com as notícias que melhor se adaptam aos seus conceitos.

Pós-verdade e fake news (notícias falsas)

Apesar de possuírem efeitos semelhantes, o conceito de pós-verdade não se confunde com o conceito de notícias falsas (fake news).

As fake news, independente das suas motivações, são mentiras objetivas, ou seja, informações ilegítimas que não condizem com a realidade, formuladas para induzir uma comoção sobre determinado assunto. Assim, é perfeitamente possível que as fake news deem origem à pós-verdade.

A pós-verdade é a aceitação de uma informação por um indivíduo ou grupo de indivíduos, que presumem a legitimidade desta informação por razões pessoais, sejam preferências políticas, crenças religiosas, bagagem cultural, etc. Assim, a pós-verdade não implica necessariamente em uma mentira (tendo em vista que a informação não verificada pode ser verdadeira), mas sempre implica em uma negligência com relação a verdade.

Exemplos de pós-verdade

Para ilustrar o tema, os exemplos de pós-verdade frequentemente utilizados são as eleições presidenciais americanas de 2016 e o referendo para saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit), no mesmo ano. No entanto, embora estes sejam os exemplos clássicos (por terem tido impacto global), o fenômeno da pós-verdade ocorre cotidianamente em menor escala.

Eleições americanas de 2016

Nas referidas eleições, o candidato Donald Trump disseminou inúmeras informações e estatísticas não fundamentadas para fortalecer sua campanha e atingir seus adversários. Essas afirmações, geralmente relacionadas à segurança pública e ao terrorismo, apelavam diretamente aos sentimentos de revolta e insegurança da população, que se sentiu representada pelo discurso sem se preocupar com a procedência dos dados. Entre as principais declarações deste tipo estão:

  • que Hillary Clinton criou o Estado Islâmico;
  • que o desemprego nos EUA chegava a 42%;
  • que Barack Obama é muçulmano;
  • que o Papa Francisco apoiava sua campanha.

Grande parcela da população americana, motivada por valores pessoais, acreditou (ou ainda acredita) nessas e outras afirmações de Trump, que foi eleito presidente.

Referendo do Brexit

Em 2016 ocorreu o chamado Brexit, um referendo que decidiria se o Reino Unido permaneceria ou não na União Europeia. No decorrer do processo, a campanha que defendia a saída do bloco divulgou que a permanência na União Europeia custava 470 milhões de dólares por semana (informação que nunca foi verificada), além de afetar negativamente vários setores da economia.

Além disso, o referendo ocorreu durante um período acentuado da crise dos refugiados e diversas estatísticas infundadas apelaram ao sentimento de nacionalismo da população para fortalecer o argumento de que a saída do bloco traria mais autonomia para lidar com o assunto.

O resultado do refendo foi favorável à saída do Reino Unido da União Europeia.

Pós-verdade política

Como visto, o fenômeno da pós-verdade é extremamente explorado no contexto político, sobretudo em campanhas eleitorais, nas quais é vantajoso para os candidatos divulgarem informações, ainda que falsas, para enaltecer sua imagem ou denegrir o adversário. Nessas situações, a opinião pública se torna ainda mais manipulável diante das inúmeras formas de propaganda eleitoral.

Assim, é comum que informações potencialmente falsas relacionadas ao tema se estabeleçam e se propaguem na sociedade como se fossem verdade, ainda que de forma passageira, tendo em vista que os beneficiados, muitas vezes, só precisam sustentá-las até o dia da eleição.

Logo, quando se trata de política, o senso crítico (capacidade de questionar e analisar informações de maneira objetiva) é ainda mais importante.

Era da pós-verdade

Muitos estudiosos acreditam que estamos vivendo atualmente na “era da pós-verdade”, na qual a verdade dos fatos não é mais prioridade nem para os meios de comunicação, nem para a sociedade.

Nesse contexto, a informatização criou um fluxo excessivamente alto de produção e troca de informações, tornando difícil distinguir o que é verdadeiro ou falso.

O fundamento do conceito de “era da pós-verdade” é facilmente percebido na internet, onde as informações são repassadas de forma imediatista para um número altíssimo de receptores, criando, em pouco tempo, uma “verdade fabricada” defendida por uma massa de indivíduos que acredita que a informação é verdadeira.

Sobre o tema, o historiador Leandro Karnal observou:

“A internet esgarçou e capilarizou a capacidade de acesso à informação. O lado positivo disso é que mais pessoas têm acesso à informação. O lado negativo disso é que mais pessoas têm acesso à informação”.

Com isso, o historiador sugere que, embora seja benéfico que mais pessoas possam ter acesso à informação, a consequência natural disso é que mais pessoas desprovidas de senso crítico também terão este acesso, facilitando assim a propagação de informações falsas ou ainda não comprovadas.

Veja também:

Fonte: Significados

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado de Salamaleico

O que significa Salamaleico
Salamaleico é uma expressão árabe utilizada pelos muçulmanos como uma saudação, e significa: “que a paz esteja sobre vós”.Originalmente, a grafia correta desta expressão é Salaam Aleikum ou As-Salamu Alaikum, sendo que “salamaleico” seria a versão aportuguesada desta saudação árabe.Quando alguém diz “salamaleico” para determinada pessoa, a resposta esperada deve ser: Alaikum As-Salaam ou Aleikum Essalam, que significa 'esteja a paz de Deus sobre vós também”.Ver também: o significado da expressão Namastê.A partir deste termo, surgiu a palavra salamaleque na língua portuguesa, que possui o significado literal de “a paz esteja contigo”, mas também utilizada para se referir a um cumprimento demasiado polido e sem naturalidade.Esta saudação é comum principalmente entre os muçulmanos que seguem a doutrina religiosa do islamismo.Saiba mais sobre o significado do Islamismo.Fonte: Significados

Significado de Mãos Atadas

Significado de Mãos Atadas
Mãos atadas é uma expressão popular usada para indicar que uma pessoa está sendo impedida de agir, de tomar alguma iniciativa, de tomar alguma medida para resolver ou solucionar algum problema.'Estar com as mãos atadas' é estar impossibilitada, por diversos motivos, de buscar uma solução para se livrar de algo que está lhe importunando, desgostando, perturbando e lhe causando algum incômodo.A expressão 'de mãos e pés atados' é  usada para dar maior ênfase ao seu significado, é para dizer que existe um impedimento bastante significativo para a solução de algum problema.A expressão 'mãos atadas' é também usada para dizer que um indivíduo é sovina, é avarento, que é uma pessoa que não gosta de gastar dinheiro, que economiza tudo que pode, e geralmente o que têm não gasta com bobagens.'Mão atadas' é o nome da música da cantora Zélia Duncan, lançada em 2005, no álbum  Pré, Pós tudo, Bossa Band.'De Mão Atadas' é o título do r…

Significado de Avohai

O que significa Avohai
Avohai é um neologismo criado pelo cantor e compositor brasileiro Zé Ramalho, e consiste na aglutinação das palavras “avô” e “pai”.De acordo com a história divulgada na biografia do artista – “Zé Ramalho: o poeta dos abismos” – esta palavra teria surgido durante uma experiência com drogas alucinógenas.O avô de Zé Ramalho teria desempenhado um importante papel paterno para o cantor, que perdeu o pai biológico enquanto ainda era criança.Na interpretação de Zé Ramalho, o “avôhai” é a sabedoria que consegue passar por gerações, seja de avô para pai, pai para filho, ou mesmo avô para filho.Letra da música Avôhai“Um velho cruza a soleira / De botas longas, de barbas longas / De ouro o brilho do seu colar / Na laje fria onde coarava / Sua camisa e seu alforje / De caçador / Oh meu velho e invisível / Avôhai / Oh meu velho e indivisível / Avôhai / Neblina turva e brilhante / Em meu cérebro, coágulos de sol / Amanita matutina / E que transparente cortina / Ao meu redor / …